http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/434f3e7f97922e2f13bb52752bc86f56.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Cervejas de trigo para Gourmet nenhum botar defeito!!

Cerveja especial não tem que ser encorpada e amarga. Prove as leves e deliciosas!

 

 

Por Silvia Cintra Franco

 

Há cervejas e cervejas. Estas últimas são as premium que estão chegando ao mercado brasileiro pra valer, disputando espaço com vinhos, destilados e o que mais houver. 

 

E mais, cerveja especial não tem que ser encorpada e amarga. Você verá que há diversas leves, deliciosas como a Vedett!

 

Uma das mais recentes tendências em cervejas são as que trazem fruta como ingrediente, tendência iniciada na Bélgica. 

 

É fruta, fruta mesmo, não como num vinho, digamos um chardonnay,  que pode apresentar aromas de frutas tropicais, mas com certeza ninguém adicionou qualquer fruta - com exceção da uva - ao mosto do vinho. Já na cerveja, a fruta é, de fato, um ingrediente. 

 

E esta é uma das vantagens do Mestre Cervejeiro sobre o Enólogo: na cerveja não tem o "não pode", as regras de uma AOC ou DOC (apelação ou denominação de origem controlada). A liberdade é total, criatividade total.

 

Outra coisa: a cerveja está passando por um processo de globalização: você pode produzir nos EUA cervejas belgas idênticas às elaboradas na Bélgica. Dá pra acreditar?

 

 

A Interfood/Todovino está trazendo ao mercado brasileiro uma variedade de cervejas premium, entre elas, as de trigo. 

 

Cervejas de trigo são cervejas frutadas, de amargor mínimo e, de um modo geral, fáceis de beber, uma alegria!

 

 

Cervejas de Trigo, a porta de entrada

 

Toda cerveja é feita com malte de cereal e os principais cereais usados são cevada e, depois, trigo. 

Entretanto, toda cerveja de trigo tem malte de cevada. Na verdade, uma cerveja de trigo tem que ter no mínimo 50% de malte de trigo. 

 

 

Geralmente são a porta de entrada para o iniciante, pois o amargor é mínimo e têm caráter frutado. 

 

O que muita gente não sabe é que existem variações e subestilos dentro desta categoria.

 

Os estilos diferem entre si por conta de características gustativas e de ingredientes ( há subestilos que não permitem determinados ingredientes e outros sim). 

 

As cervejas de trigo, em geral, são não filtradas, à base de malte de trigo e com amargor mínimo. E bem gastronômicas. 

 

Escolha a sua cerveja de trigo!!

 

Vedett Extra White R$12,90

 

Vedett significa superstar. A foto que está no contrarótulo pode ser a sua. Basta entrar no www.vedett.com e fazer ou upload da sua foto. E não é sorteio! (confira na galeria de fotos abaixo).

Belga, pertence ao estilo witbeer que é a versão belga do weissbeer alemão. 

Este estilo tem uma grande diferença do alemão pois permite dois ingredientes não autorizados no alemão: cascas secas de laranja e semente de coentro.

Leve, amargor mínimo, cítrica. A semente de coentro da uma certa picância. 

Estilo muito refrescante. 

Amarelo claro, turvo (não é filtrada) e - como champanhe - sofre uma segunda fermentação na garrafa. Diferentemente do champanhe, na Vedett o fermento continua na garrafa e o fermento fica dentro da taça. Por isso, sirva devagar dois terços do volume e o restante revolva a garrafa para soltar o fermento e sirva em seguida. 

Acompanha bem ceviche, comida japonesa. Aliás o Japão é um dos principais mercados da Vedett.

 

 

Pyramid Hefeweizen R$13,90

Não filtrada

Americana de Rochester, NY.

Pertence a um subestilo o American Wheat Ale

Não tem picância.

Cor amarelo mais  escuro e muito refrescante.

Frutada, frutas brancas, fruta em calda no nariz e em boca é leve, seca e refrescante e ligeiramente mais encorpada do que a Vedett. Na evolução em taça, aparece uma nota de mel silvestre. 

 

Ayinger Bräuweisse $13,90

Bavária de Aying, Alemanha.

Elaborada de acordo com a lei da pureza germânica de 1516.

Também não filtrada. 

Seu subestilo é Weissbier, o estilo no qual as mais conhecidas e clássicas cervejas se enquadram.

Na comparação com as anteriores, ela tem a citricidade da primeira com a riqueza da fruta e corpo da segunda. 

Ainda mais complexa do que as duas primeiras em aroma, textura, boca. 

Cor amarelo claro, complexo, aroma de malte com muita fruta, notas de banana. 

Cremosa, nota cítrica. Carbonatação sutil e delicada. 

 

Benediktiner Weissbier $12,90

Lich, Alemanha.

Elaborada de acordo com a lei da pureza germânica de 1516.

É a que melhor representa o estilo Weissbier, tais como banana e especiarias como cravo. 

Aromas mais maduros e ainda segue refrescante no nariz. Especiarias no nariz, banana.

Amarelo mais escuro do que as anteriores, um tom alaranjado.

 

Ayinger Urweisse $13,90

Cidade de Aying, Alemanha

Urweisse onde Ur significa "a original".

Seu subestilo é o Dunkelweiss. É uma weiss mais escura, porque o malte usado passou por um grau de tosta maior.

Tem no mínimo de 60% a 70% de malte de trigo, exigência do estilo.

Aromas complexos de malte, banana menos madura. Refrescante e muito cremosa. Delicada.

 

 

Pyramid Apricot Ale  $13,90

Americana. Uma beleza!!!

Estilo do trigo americano, wheat ale, com fruta.

Aromática com o Apricot, o damasco, intenso.

Damasco no nariz bem evidente. Um damasco em calda. 

Na boca é seca, leve, bem carbonatada, cremosa e no retrogosto o azedinha da fruta.

Acompanha tender com calda adocicada.

 

 

Saia da rotina e experimente uma premium de trigo! Leves e deliciosas, confira num clique abaixo!

 

 

 

Cervejas de trigo para Gourmet nenhum botar defeito!!
Cervejas de trigo para Gourmet nenhum botar defeito!!
Array
Cervejas de trigo para Gourmet nenhum botar defeito!!
Array
Cervejas de trigo para Gourmet nenhum botar defeito!!
Array
Cervejas de trigo para Gourmet nenhum botar defeito!!
Array
Cervejas de trigo para Gourmet nenhum botar defeito!!




Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco