http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/67dd6359d5ca9d6d89ab39f98880b956.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Gramona, cava para fazer frente a muito champanhe!

Por Silvia Cintra Franco

 

O que faz o cava Gramona grande é a autólises de 60 meses!

 

O redator chefe de vinhos do New York Times, Eric Asimov, costumava torcer o nariz para cavas, o espumante espanhol, que se encontra em todo o mundo e, no mais das vezes, de baixo preço e de qualidade ainda mais baixa.

 

Mas eis que senão quando em 2010 teve a oportunidade de degustar um cava Gramona, mais exatamente o Gramona III Lustros Brut Nature Gran Reserva 2001, e confessou de público em artigo no New York Times sua admiração e surpresa.  Por um acaso eu estava na cidade, li o artigo e achei que o americano estava chegando tarde (o que ele reconhecia como uma lacuna), pois aqui no Brasil muitos de nós já conhecíamos de degustações organizadas por sua importadora, a Casa Flora.

 

É bem verdade que a legislação frouxa dos cavas (apenas 9 meses sur lees, por exemplo) leva à produção de espumantes sem qualidade. Recorda um pouco que aconteceu com o chianti no passado, que de sucesso transformou-se em fiasco, o nome da garrafa de palha que o continha. E levou tempo a recuperar qualidade e credibilidade.

 

O momento hoje do cava se assemelha àquele do chianti. Alguns produtores já resistem a denominar de cava a seu espumante tal a queda de qualidade!

 

Pois Gramona, empresa familiar hoje na quinta geração da família, mantém o cava em seu rótulo, e, principalmente, mantém altos padrões de qualidade, pesquisa e estudos.  Para se ter uma ideia, em Gramona todos os cavas são Gran Reserva, é dizer,  Gramona  começa onde outros terminam.
 

 

Se você provar o Gramona III Lustros Brut Nature Gran Reserva há de concordar com Asimov quanto à “elegância, cremosidade e aromas a frutos secos e pães tão apreciados nos grandes Champagnes”.  


Esteve na semana passada no Brasil Linda Dias, a sommelière chefe da Gramona, para apresentar estes cavas soberbos que eles fazem.  

 

A Gramona tem um domínio grande da xarello, uma das três castas bases do cava (xarello, macabeo e parellada) e todos seus cavas passam por remuage manual e não mecanizada (giropalette) como a maioria.

 

A vinificação é sustentável, ecológica. Desde 2011, são orgânicos. 50% são vinhedos próprios e o demais, arrendados. Fazem tudo à mão, colheita manual e com mesa de seleção. As grandes empresas fazem a colheita por máquina e não submetem as uvas a uma seleção.

 

E não bastasse todo o processo manual, em Gramona a autólises (o período em que o vinho permanece sur lees, sobre as leveduras, dentro da garrafa) é longa, de 60 meses ou cinco anos!


Gramona Alegro passa 24 meses em autólises e é seu primeiro rótulo. Gramona Imperial passa 4 anos; Gramona III Lustros, permance sur lees três lustros, ou seja, três quinquênios ou 15 anos;  Gramona Celler Batlle, 10 anos.

 


Notas de degustação



Gramona Rosé
24 meses Sur lees. 100% Pinot Noir
Visual acobreado ou salmodiado. Perlage mínima.
Aromas evoluídos e frutados, frutas vermelhas.
Em boca é muito generosa, gorda, e leve. Uma mar de espumas a tomar de assalto a sua boca, mas muito elegante. Com estrutura, fresco, muita persistência. R$ 155 na Casa Flora.


Argent Brut 2008

100% Chardonnay
4 anos sur lees. Amarelo palha no visual. Perlage finíssima. Aromas de abacaxi e frutas tropicais, maçã verde. Muito fresco, mais leve e menos estruturado. Notas delicadas de salinidade. Muito fina, elegante e sutil. Pequena produção. R$247.


Gramona III Lustros Brut Nature 2004
Cava para conhecedores. Muito delicado no nariz. Fermento. Aromas terciários, uma certa oxidação deliciosa, por conta dos três quinquênios que passou adormecido sur lees. Em boca é estruturado, cítrico e muito sedoso. Um cava para encarar os melhores champanhes. R$230.



Vi de Glass Gewurstraminer
Vinho "Dulce de frio", uma espécie de “icewine” catalão. Jaime Gramona congela a uva. Equilibrado, doçura e acidez harmoniosas. R$150.

 

Gramona faz cavas que ombreiam com os melhores champanhes e têm preço mais em conta. Prove!  





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco