http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/434f3e7f97922e2f13bb52752bc86f56.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Maxime Blin, um champanhe vibrante

Silvia Cintra Franco

 

Maxime Blin é um jovem vigneron, mais exatamente a quarta geração de uma família de vignerons de champanhe, que são aqueles  que plantam e colhem as uvas para fazer o próprio champanhe.

 

Observe no rodapé do rótulo do champanhe duas letrinhas que parecem não dizer nada, mas dizem tudo RM. R de récoltant e M de manipulant. Colhem e fazem o próprio champanhe. Se as letrinhas forem NM, é porque se trata de um negociant manipulant, que compra as uvas de outros e produz o champanhe.

 

Maxime Blin com seu RM, récoltant manipulant, não tem nada a ver com as grandes indústrias de champanhe que compram as uvas e produzem milhões de garrafas ao ano. A Maxime Blin produz 150 mil garrafas ao ano de um champanhe de alta qualidade.

 

O bisavô de Maxime Blin cultivava as uvas e as vendia; o avô começou a fazer champanhe e o pai implementou uma vinícola de ponta com todos os equipamentos necessários para fazer este champanhe intenso, aromático, envolvente. E o filho esteve recentemente no Brasil para apresentar seus champanhes.

 

A Maxime Blin conta com 12 hectares que são monocru, isto é, os 12 ha estão na mesma comuna ou village, a de Trigny em Champagne. Seus hectares contam com 50% de pinot noir, 30% de pinot meurnier e 20% de chardonnay.

 

Como diz Aguinaldo Zackia, consultor de vinhos, no vídeo, a pinot noir aporta estrutura e a chardonnay a necessária acidez, o caráter cítrico. Ali ele também mostra como se abre corretamente um champanhe. Nada a ver com a estridência e banho de espuma da Fórmula 1. Afinal, quem quer desperdiçar um bom champanhe?!

 

O champanhe Maxime Blin  Milléssime 2002 recebeu a Medalha de Ouro no Concours Général Agricole de Paris de 2012. É um vinho pleno e de textura fina e cremosa de bom corpo. R$339 na Vinea, sua importadora.

 

Carte Blanche Maxime Blin é o champanhe de que se fala no vídeo, o segundo, com uma coloração mais forte, porque feito com duas uvas tintas,  pinot meurnier e pinot noir. Um champanhe fantástico, de muita estrutura e frescor, com 40% do vinho vindo de uvas colhidas nos anos anteriores. E ainda amadureceu por 24 meses na garrafa antes de ir a mercado. Medalha de Ouro no concurso Vigneron Independent 2011. R$158 na Vinea.

 

Uma paixão de rosé e um rosé da cor da paixão é o Maxime Blin Brut Rosé, guest star do vídeo. 100% pinot noir, medalha de prata do concurso Vigneron Independent 2011. Uma cor atijolada, salmonada de borbulhas mínimas e persistentes. Aromas deliciosas de frutas vermelhas e frutas secas. Generosa em boca, uma espuma cativante. Perfeita para refeições, peixes mais encorpados, aves, vitela. R$235.

 

Cuvée Maxime é um champanhe de grande envergadura, complexo, com uvas cítricas do chardonnay e secas das uvas tintas pinot noir e meurnier. R$508 na Vinea.

 

Deguste este champanhe feito por vigneron recoltant manipulant, gente que planta, visita os vinhedos diariamente, colhe pessoalmente e trabalha sempre com intensidade, paixão. Veja como são profundos e mais frescos estes champanhes comparados aos de grandes indústrias. E viva a diferença!

 

 

 





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco