http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/434f3e7f97922e2f13bb52752bc86f56.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Portugueses de castas francesas

Sommelière Renata Qiuirino com Silvia Cintra Franco

 

Embora Portugal ofereça a impressionante soma de 250 castas nativas para os amantes do vinho se deliciarem, os enólogos lusitanos também vêm produzindo vinhos varietais - com uma só casta (ou com a predominância de uma), e não em blend - das chamadas castas internacionais.

 

E as uvas internacionais nada mais são do que as castas de origem francesa, adotadas no mundo inteiro, principalmente no Novo Mundo. Afinal, as castas e os vinhedos do Novo Mundo vieram todos da Europa em meio à colonização européia... 

 

De modo geral, os vinhos portugueses são produzidos a partir de blends de castas autóctones ou nativas, mas a importadora Portus está trazendo alguns vinhos muito interessantes, monovarietais (sem blend) com as castas francesas.

 

Eis os que degustamos no restaurante Aguzzo. E a dica de V&G é Quinta da Romaneira Syrah 2010, um vinhaço!  

 

Notas de Degustação 

 

Cova da Ursa  Chardonnay 2013   

Vinho Regional da Península de Setúbal,  nas encostas da Serra da Arrábida, permite que as uvas amadureçam lentamente atingindo uma elevada qualidade.

Fermentação e maturação integral em barricas novas de carvalho francês .

Cor palha bem claro, reflexos esverdeados sutis. 

Nariz: frutas brancas como pêssego e abacaxi e  notas de baunilha.

Boca fresca , ótima acidez, barricas novas de carvalho francês, conferindo uma boa estrutura e persistência . R$110,00

 

 

Má Partilha 2010

Península de Setúbal 

100% Merlot com vinhas localizadas na encosta do Azeitão

20 meses de carvalho francês "Allier"

Estrutura em boca diferente dos Merlots que estamos habituados a degustar. Segundo Joao Paulo Martins ,é um dos melhores portugueses de casta estrangeira senão o melhor.

Evolução espetacular na taça.

Cor vermelha rubi profundo e brilhante.

Em nariz, fruta vermelha com notas da madeira como chocolate e café.

Em boca, muito aveludada, ótimo corpo, equilíbrio e persistência. R$ 160,00

 

 

Quinta da Romaneira Syrah 2010  

Vinho Regional Duriense  

Vinhas 25 anos, solo xistoso, 14%

Estão reduzindo os tempos de barricas dos vinhos, trabalhando a madeira com mais delicadeza, buscando arredondar os taninos e integrar aromas e sabores.

Rubi com reflexos violáceos, ótima extração de cor.

Nariz muito complexo, frutas vermelhas em compota, especiarias.

Em boca excelente equilíbrio entre acidez, álcool e taninos. 

Vinho de ótima persistência  e grande personalidade. Vinhaço! R$ 185,00

 

 

Moscatel de Setúbal 2011

17.5% graduação alcoólica

1 ano de meias pipas usadas de carvalho 

Ótima acidez que deixa o vinho fresco

Cor: laranja já evoluindo para o topázio. Límpido e brilhante, muito sedutor na taça.

Nariz: tangerina e laranjinha em compota, frutas secas, flor de laranjeira e muito mais…. Uma sinfonia de aromas, fantasticamente complexo.

Boca: untuoso, acidez fantástica fazendo com que os 17,5 % fiquem imperceptíveis. Muuuito persistente !!! R$52,00

 

 

Parabéns à Portus pela importação.





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco