http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/0ebfed7b22d146d4cabdd13b7eb9dafc.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Fogo de Chão não é só carne, também é vinho!

Por Silvia Cintra Franco
 
 
Não foi um, nem foram dois os restaurantes da Churrascaria Fogo de Chão que receberam a indicação da Wine Spectator de melhor carta de vinhos. Foram exatamente 7 no Brasil, sem contar as 18 casas nos EUA.
 
Foi, pois, com surpresa que atendi ao chamado do amigo e sommelier Manuel Luz, de vasta cultura, para provar os "vinhos da casa" do Fogo de Chão.  Desde quando o Fogo De Chão aderiu a esta prática vista por muitos com preconceito e por outros como um avanço? 


 
Em Nova York  a prática é mais comum. Foi no restaurante Del Posto do chef Mário Batali que eu provei os bons vinhos Bovio que ali levavam seu rótulo poucos anos atrás.


 
Fogo de Chão segue o mesmo caminho, os rótulos que levam seu nome têm por traz grandes produtores.


 
A vantagem é poder degustar bons vinhos a um preço mais acessível e selecionados  para harmonizar com os pratos da casa. Um caso de vinho taylor made, sob medida e na Fogo de Chão harmoniza também com a filosofia que é a de qualidade.


 
A consultoria para a seleção foi do sommelier Manuel Luz e já são cinco os vinhos com marca própria, que contemplam as principais regiões vinícolas cujos vinhos acompanham com elegância as carnes da Fogo de Chão.


 
São eles:
 
Barolo 2004 da Batasiolo, um dos grandes produtores do Piemonte. O Barolo é conhecido como o rei dos vinhos e o vinho dos reis. Passa por um longo processo de elaboração, anos em barris e outros tantos em garrafa. Assim como sempre digo que Nao existe Borgonha bom e barato, Nao existe Barolo barato e, infelizmente, tampouco existe Barolo acessível. É feito com uvas nebbiolos de grande qualidade, de grandes terroirs, muitos anos de guarda. Coisa para rei mesmo.


 
Na carta de vinhos do Fogo de Chão o Barolo Reserva Batasiolo custa R$185, o que já é preço de venda junto às lojas especializadas. Este Barolo Batasiolo 2004 casa bem com costela premium, shoulder steak, cupim e cordeiro. Eu que Nao conhecia este corte de shoulder steak fiquei encantada. Um corte para reis de fino trato e paladar gourmet.


 
O Grand Réserve Cabernet Sauvignon 2009 deles é da Terranobile, outro bom produtor. É um tinto superior feito por Marcelo Retamal, um winemaker de mão cheia. Estruturado, fino, aromas especiados e saboroso combina muito bem com cortes suculentos  como  cordeiro, picanha, bife ancho e costela premium. R$98 na carta de vinhos.


 
O Malbec 2009 leva a assinatura de nada menos que Susana Balbo, enóloga Argentina, que já foi presidente da Wines of Argentina e a quem tive o prazer de entrevistar na Wine Experience da revista Wine Spectator, uma exposição em que somente entram vinhos com pelo menos 90 pontos. Lá estava Susana Balbo, que havia conseguido 100 com seu Ocio. É um Malbec sedoso e encorpado, próprio para cortes de carne de sabor suave e textura macia como alcatra com maminha, fraldinha, picanha e bife ancho. R$98 na carta.


 
O quinto vinho... O quarto?, eu pulei o quarto, porque  como me disse Jandir Dalberto, diretor de operações da Fogo de Chão, o quarto vinho não correspondeu à qualidade do que haviam contratado e eles retiraram da carta.


 
Pois o quinto vinho é um Cabernet Sauvignon Touriga Nacional 2005 do Douro, mais precisamente da Real Companhia Velha, grande produtor. Encorpado, aromas de frutas vermelhas, notas de chocolates e especiarias. Frutado e redondo acompanha bem carnes macias, suculentas e de sabor suave como picanha, maminha, fraldinha e bife ancho. R$135 na carta.


 
À diferença dos restaurantes que oferecem um vinho da casa sem compromisso, Fogo de Chão oferece efetivamente vinho de  qualidade e de boa relação custo beneficio. Vinhos que certamente agregam prazer ao churrasco.
 





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco