http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/434f3e7f97922e2f13bb52752bc86f56.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Os vinhos ícones do Chile

Os ícones do Chile

 

Silvia Cintra Franco

 

O Chile, esse país que se estende ao longo do Pacífico, uma faixa fina de terra resguardada por uma muralha de montanhas e gelo, os Andes, tem uma diversidade de solos e climas de fazer inveja a qualquer país, deste ou de outro continente.

 

Ali em se plantando vinha, como diria Caminha, tudo dá: carmènere? Fazem os melhores. Syrah? Fantásticos! Cabernet Sauvignon ou bordalês? Excelentes! Sauvignon Blanc? Ganharam o prêmio de melhor sauvignon blanc do mundo em 2010, mais exatamente, a Casa Marin levou o prêmio da britânica Decanter. E a complicada pinot noir? Também fazem e muito bons.

 

Se uvas fossem time de futebol, o Chile tem craque para todas as posições. Por isto, Vinho e Gastronomia selecionou o Caballo Loco nº12 - outro ícone do Chile - para sortear entre os cadastrados para receber sua newsletter. Aproveite e participe!

 

A Wines of Chile organizou na semana passada um evento para apresentar alguns de seus vinhos ícones. Como são muitos, o consultor Carlos Cabral e o sommelier Manoel Beato escolheram 19 entre 40 rótulos. Difícil tarefa da qual se saíram bem, como sempre.

 

"Ícone é atestado de competência do enólogo" destaca Carlos Cabral. Eu diria que o ícone é uma espécie de Academia Brasileira de Letras ou Hall da Fama, onde somente entram e permanecem vinhos que ano após ano provam a qualidade.

 

Ícones Míticos

Don Melchior 2007 Concha y Toro, de Puente Alto, um cabernet sauvignon com 2% de cabernet franc. É um ícone mítico, grande vinho. Macio, harmonioso, complexo, bem estruturado e muito elegante. Saboroso. R$ 410.

 

Domus Aurea 2007 da Viña Quebrada de Macul nas encostas da Cordilheira no Alto Macul (Vale do Maipo). Um bordalês (cabernet sauvignon, merlot e cabernet franc) fino, elegante, imponente com texturas redondas na boca. Final potente  com notas herbáceas e um cacau no final. R$ 230.

 

Microterroir Carmenere 2006 Casa Silva é o único ícone chileno 100% carmenere elaborado pelo talentoso Mario Geisse que produz no Brasil um excelente espumante. Magnífico, uma carícia no palato, toques herbáceos, mentolado, frutas vermelhas e negras. Bela persistência. R$ 299

 

Ícones BB (Bons e Baratos)

Syrah Reserva Viña Falernia um típico syrah, aromas de pimentas negras, bom nariz, e boa boca, sedoso. R$ 69

 

Erasmo 2005 da Reserva de Caliboro, vinícola do Conde Cinzano no Chile (Vale do Maule). Um bordalês envolvente, toques de torrefação, cacau e café, saboroso e elegante por acessíveis R$99

 

Haras Elegance 2007 da Haras de Pirque um cabernet sauvignon com syrah e cabernet franc muito macio e elegante, herbáceo com hortelã, especiarias e canela. Bastante fruta e boa acidez apesar dos 16 meses em carvalho.  Uma excelente relação preço qualidade. R$138

 

Eclat Botrytis Semillon 2007 Valdivieso é um late harvest de sobremesa ou de entrada, para acompanhar um queijo azul ou roquefort ou foie gras. Untuoso e equilibrado, alia acidez à doçura. Notas cítricas e de frutas brancas. Como todo bom ícone para guardar ou beber já. R$116

 

Ícones que fogem da mesmice

Chaski Petit Verdot 2008 Pérez Cruz vinho fácil de amar. Elegante como a própria vinícola: as notas de ervas de Provence sobressaem. Toques de mentolado, sedoso, mineral, fresco e elegante. R$ 140

 

Coyam 2009 Emiliana é vinho orgânico, interessante, instigante mesmo. Também pudera: cabernet sauvignon, carmenere, malbec, merlot, mouvedre e 34% de syrah. Frutas negras maduras, defumado, mineralidade,  corpo redondo. R$120

 

Don 2008 Santa Helena um cabernet sauvignon com uma saliente petit verdot (15%). Estruturado e complexo, foge do caminho comum graças à petit verdot. Aroma cativante e pura seda na boca. R$245

 

Mais Ícones

Payen 2007 da Tabalí é um syrah com muita fruta madura, ótimo na boca, equilibrado e fino. R$ 240

 

Lot 21 Pinot Noir 2010 um pinot com toda a tipicidade da uva e sem excessos de madeira. Frutas vermelhas, húmus, violeta, taninos suaves e boa acidez. R$ 161

 

Enfim, é uma sorte ter um vizinho com tantos vinhos ícones como o Chile. Pode não ser um "vizinho de porta", mas está muito próximo, o que faz com que seus ícones sejam imbatíveis, os de melhor relação preço x qualidade.

 

 

 

 





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco