http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/434f3e7f97922e2f13bb52752bc86f56.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Trás-os Montes e Minas Gerais também têm vinho, uai!

Silvia Cintra Franco

 

Até pouco tempo, os especialistas traçavam paralelos e coordenadas para indicar de onde vinham os bons vinhos. Pois isto já caiu por terra, vide os vinhos do vale do São Francisco. Agora a última novidade são os vinhos de duas localidades impensáveis até pouco tempo atrás: Trás-os-Montes em Portugal e Três Corações, a terra do Pelé em Minas Gerais. E são vinhos bons, uai!

 

Minas Gerais no caminho dos vinhos

Provei o Syrah Primeira Estrada 2010 da Vinícola Estrada Real durante o Circuito Brasileiro de Degustação, organizado pelo Ibravin. Um sucesso de feira de vinhos brasileiros com 1700 pessoas nas três etapas realizadas em final de outubro em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro. O sucesso da iniciativa já leva os organizadores a levar esta degustação para Recife, Salvador, e Belo Horizonte no ano que vem.

 

Duas novidades se destacam: Primeiríssima: vinhos brasileiros baratos. É, isto mesmo que você leu: baratos. Creia-me, existe vinho brasileiro bom e barato. Vide mais abaixo os vinhos recomendados.

 

Segunda novidade: novidade para nós, não para o botânico francês Auguste Saint Hilaire que já em 1819, em sua expedição pelas nascentes do rio São Francisco nas Minas Geraes, havia observado a superioridade das uvas no inverno com relação as de verão.  Daí vêm os vinhos da Estrada Real em plena zona cafeeira.  O Syrah Estrada Real 2010 é um vinho fino, elegante, fresco e saboroso, equilibrado com toda a tipicidade da syrah. Para obter este belo vinho, a vinícola Estrada Real pratica duas podas, o que permite a inversão do ciclo das videiras, i.e., permite a colheita no inverno (e não no final do verão como é costumeiro) com seus dias ensolarados e noites frescas, com perfeita maturação das uvas.

 

Vinhos Verde-amarelos

Recomendo o Corte V da Viapiana, um vinho fácil e saboroso, frutado e sem barrica por R$22 e o Viapiana Cabernet Sauvignon por R$37. Tem também o Tannat da Vinhos de Terroir Antonio Dias, macio, bom corpo e boa complexidade, por R$ 45 (à venda no Empório del Mundo e no Vino & Sapore) ; o espumante Blush Casa Valduga, fácil de beber e de gostar por R$45. Muito bom é o Cabernet Franc 2005 Valmarino, sedoso, bem equilibrado, frutas e couro por R$%% e o Reserva da Família Valmarino, belo vinho por R$68.

Na linha premium você tem o Quorum da Lidio Carraro, encorpado, aromas complexos e muito saboroso que recebeu 18 pontos da crítica britânica Jancis Robinson. O Chardonnay Pizzato é um branco mineral, fresco, instigante com frutas tropicais e bem harmonioso e o Tannat Fausto Pizzato 2008 está aqui e também no Savoy em Londres. Nada mal para os vinhos verde-amarelos!

 

Trás-os-Montes não fica atrás

Trás-os-Montes está ao norte do muito festejado Douro. E decidiu não ficar mais atrás de ninguém. Organizados pela Comissão Vitivinícola Regional Trás-os-Montes, nove produtores vieram apresentar ao Rio e São Paulo seus vinhos. E seus azeites também. Seus vinhos são raçudos, de muita personalidade e muita expressão. São diferentes de tudo o que você já provou. Usam castas locais como Códega do Larinho, Bastardo, Marufo, além das mais comuns Trincadeira, Tinta Roriz, Touriga Franca. No momento, apenas a carioca Oliveira’s Importação traz vinhos de Trás-os-Montes.

Manuel Cruz, diretor da Trasvinis, Associação de produtores e Engarrafadores de Trás-Os-Montes conta que nos tempos da filoxera a região forneceu uvas ao Douro e mais recentemente decidiram unir-se para produzir vinhos de qualidade.

m 2010, o vinho RIBEIRA DO CORSO D.O.C Tinto 2004 ganhou uma Medalha de Prata no Concurso Nacional de vinhos engarrafados e uma Medalha de Ouro no Concurso Regional de Trás os Montes. Nesse mesmo ano, o vinho Regional Transmontano Branco LHENGUA MIRANDESA conquistou uma medalha de Prata no Concurso Regional de Trás-os-Montes.

 

Trás-Os-Montes coleciona medalhas

No decorrer de 2011, o vinho RIBEIRA DO CORSO D.O.C Reserva Tinto 2006 conquistou uma Medalha de Mérito no Concurso Nacional de vinhos engarrafados. Este vinho, conquistou recentemente mais uma Medalha de Prata, desta vez, no Concurso Internacional Arribes 2011 que se realizou na vizinha Espanha. No mesmo certame, foi também premiado com Medalha de Prata, o vinho RIBEIRA DO CORSO D.O.C Branco 2009.

Nos últimos anos, os vinhos da Cooperativa conquistaram várias medalhas e foram referenciados nas principais revistas da especialidade.

 

 

 

 

 


 

Tras os Montes e Minas gerais
Tras os Montes e Minas gerais
Array
Tras os Montes e Minas gerais
Array
Tras os Montes e Minas gerais
Array
Tras os Montes e Minas gerais
Array
Tras os Montes e Minas gerais
Array
Tras os Montes e Minas gerais




Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco