http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/434f3e7f97922e2f13bb52752bc86f56.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Monte Real Gran Reserva 1981 Bodegas Riojanas

Por Philippe Germa, sommelier

 

Quando menos esperamos, acontecem coisas que só podem ser obra do deus Bacco. Ontem tive a feliz oportunidade de ouvir a frase: “Pegue a chave e escolha o que quiser” (não uma chave qualquer, mas a da adega!) e isso, para um amante de vinhos como eu, foi música para meus ouvidos.

 

Escolhi então um Monte Real Gran Reserva 1981 das Bodegas Riojanas. Vinho clássico da região de “Rioja Alta” na Espanha, expressão máxima da uva Tempranillo.

 

A princípio fiquei ansioso, pois a rolha estava bem úmida e se despedaçou apesar de todo o cuidado que dediquei ao abrir a garrafa. Imediatamente senti o aroma típico do Tempranillo, que foi um alívio, afinal é um vinho de 31 anos de idade.

 

Ao apreciá-lo visualmente, a minha primeira surpresa foi a cor vermelha relativamente clara para um vinho dessa idade com uma coroa que, contrariamente, denotava sua idade mais avançada num tom mais alaranjado.

 

Quanto aos aromas, tive aquela agradável sensação de um bouquet perfeitamente evoluído com notas de frutas vermelhas maduras, cítricos e um toque de especiarias que se mantiveram firmes enquanto ele se abria na taça.

 

Na boca foi uma explosão de frutas vermelhas maduras condizente com o exame olfativo com uma acidez divinamente equilibrada e que só melhorou com o passar do tempo. Senti algo puxando um pouco para o herbáceo e uma pitada de amanteigado. Boa complexidade e caráter o tornam um vinho fácil e agradável de beber e para finalizar, uma bela longevidade em boca.

 

Um clássico espanhol ideal para apreciar tranquilamente descobrindo aos poucos seus segredos.





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco