http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/434f3e7f97922e2f13bb52752bc86f56.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Vinhos da Patagônia: o Saurus da Família Schroeder

A Patagônia é terra que se estende em infinitos horizontes, céus de cores intrigantes, ventos persistentes e rebanhos de carneiros cordatos. E é também a mais nova e a última das fronteiras vinícolas da Argentina. Ali se produzem malbecs frutados e frescos, suculentos cabernets e merlots e a pinot noir promete. A viticultura é a mais saudável possível: dias quentes, noites frias e os ventos, ah, os ventos! A Patagônia é conhecida como a terra dos vinhedos dos ventos. Suas videiras se beneficiam do estresse daquele vento contínuo que obriga o turista e a gente da terra a proteger, de verdade, as orelhas. Quem já esteve lá, sabe do que eu estou falando.

As duas principais regiões vinícolas da Patagônia são Rio Negro, a leste onde foram plantadas as primeiras videiras no séc. 19. E Neuquén, a noroeste, que nos últimos cinco anospassou por um upgrade, um avanço dramático de desenvolvimento. E, indiscutivelmente, a referência de qualidade em Neuquén está em San Patricio del Chañar nas bodegas da Família Schroeder, importada pela Decanter.

A primeira safra da Família Schroeder, que já ostenta o certificado ISO 22000, se deu em 2003. São 140 hectares de sauvignon blanc, chardonnay, torrontés, pinot noir, cabernet sauvignon e merlot enraizados numa filosofia de preservação da qualidade da fruta e do uso discreto e equilibrado da madeira de modo a não atropelar o frescor e a vitalidades dos frutos.

A linha Saurus – cujo nome e justa homenagem provêm do achado arqueológico de ossos fossilizados de um dinossauro herbívoro de 75 milhões de anos – é a linha básica por R$39,90.

Entretanto o forte da Família Schroeder é a linha Patagonia Select a R$53. Uma linha de bela relação preço prazer. O Saurus Patagonia Select Sauvignon Blanc oferece um herbáceo bem equilibrado e cremoso e o Saurus Patagonia Select Chardonnay é um branco leve, frutado, 40% em barrica francesa e americana. Saurus Patagonia Select Pinot Noir –redondo, cremoso, fino e elegante- é uma prova de que a Patagônia pode fazer bons pinots noir sem excessos de extração de fruta, músculos (e preços escorchantes) que se veem em Rio Negro.

A linha Barrel Fermented Pinot Noir e Malbec passa por um processo especial: seleção manual dos frutos, 24 horas em câmera fria e 3 dias em tanques de inox com gelo seco e envelhecimento por 24 meses  em barricas novas francesas. R$89 naDecanter. Barrel Fermented Pinot Noir e . Barrel Fermented Malbec são dois tintos deliciosos, surpreendentes.
Para ocasiões especiais, minha sugestão (e também de Robert Parker que conferiu 91 pontos) é o Família Schroeder Cabernet Sauvignon 2005: um tinto de belo aroma, cheio, pleno, sedoso, frutos negros, chocolate, uma pimenta no nariz, bom volume de boca, muito saboroso, sem arestas. Assista no vídeo o que Roberto Schroeder, presidente da Família Schroeder tem a dizer (em espanhol).

A Família Schroeder ainda conta com restaurante e agendamento de visitas ao sítio arqueológico do Saurus, o dino que dá nome aos seus melhores vinhos. www.familiaschroeder.com e www.enotecadecanter.com.br

Vinhos da Patagônia: o Saurus da Família Schroeder
Vinhos da Patagônia: o Saurus da Família Schroeder
Array
Vinhos da Patagônia: o Saurus da Família Schroeder
Array
Vinhos da Patagônia: o Saurus da Família Schroeder
Array
Vinhos da Patagônia: o Saurus da Família Schroeder




Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco