http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/434f3e7f97922e2f13bb52752bc86f56.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Porco Capa Branca espanhol!

 

A Interporc - associação de produtores suínos espanhóis - promoveu em junho diversos eventos para apresentar receitas com produtos de porco Capa Branca para o público.

 

 Os eventos foram realizados nas cidades São Paulo e Brasília, apresentados pelo diretor de exportações da Interporc, José Ramón Godoy, acompanhado por uma dupla de peso: o Chef espanhol Fernando del Cerro (com uma Estrela Michelin) e o profissional Sergio Bellido.

 

Desde meados dos anos 70, a suinocultura deixou de ser uma típica atividade complementar e transformou-se em uma moderna cadeia produtiva, que trabalha com altos índices de produtividade integrada, e um grandioso complexo industrial. Antes, o sistema de produção era extensivo, os animais possuíam reduzido potencial genético e eram alimentados com restos de lavoura ou mesmo de comida humana; havia limitações zootécnicas e de assistência técnica, as instalações eram inadequadas, sem qualquer tipo de manejo e sanidade e o resultado era o baixo nível de produtividade e rentabilidade econômica.

 

 

Os animais geneticamente “melhorados” começaram a apresentar menores teores de gorduras na sua carcaça e a desenvolver mais massa muscular, especialmente nas suas carnes nobres, como o lombo e o pernil. Antes do desenvolvimento genético, os animais apresentavam 40 a 45% de carne magra e espessuras de toucinho de 5 a 6 centímetros. 

 

Atualmente, com a ajuda dos programas de genética e nutrição, o suíno moderno apresenta de 55 a 60% de carne magra na carcaça e apenas 1,0 a 1,5 centímetro de espessura de toucinho. A carne suína teve uma grande evolução nos últimos 20 anos, diminuição da gordura em 35%, diminuição do colesterol em 15%, diminuição das calorias em 20%, além de ser uma importante fonte de proteínas e vitaminas do complexo B. Quanto à higiene, a maioria das granjas de suínos é tecnificada e tem rígido controle sanitário e nutricional.

 

A meta da Interporc (Organización Interprofesional Agroalimentaria del Porcino de Capa Blanca), que mantém projetos de pesquisa em áreas de interesse para todos os elos da cadeia de valor, com o objetivo de manter os atuais elevados padrões de saúde animal que caracterizam o setor suinícola espanhol.

 

A Organização é reconhecida pelo Ministério da Agricultura, Alimentação e Meio Ambiente (Magrama) da Espanha, representa mais de 90% do setor espanhol, tanto da produção como da industrialização, tem como principal objetivo melhorar a imagem do sector suinícola Capa Branca na visão nacional e internacional. Para isso trabalha para melhorar a imagem dos processadores de carne de suíno e de produtos, tanto na Espanha como no exterior.

 

 

Prove e comprove, saboroso e saudável!

 

Fotos: Renata Quirino.

 





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco