http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/0ebfed7b22d146d4cabdd13b7eb9dafc.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Crios (e crias) de Susana Balbo

Por Guto Martinez

 

 

Primeira enóloga de Mendoza, Susana Balbo faz vinhos para todo o mundo como se fosse para a sua família. Talvez por isso, é muito fácil abrir uma garrafa que tenha seu nome e bebê-la toda com o mesmo prazer com que degustamos as especialidades de nossa própria família.

 

 

A enóloga, cuja carreira começou há mais de 30 anos com a obtenção de seu bacharelado em enologia com honras, foi uma das primeiras pessoas a colocar a Torrontés de Mendoza no mapa vitivinícola argentino, ao obter a sua primeira colheita premium da variedade nesta região. Ainda hoje, Susana luta para dar maior visibilidade aos vinhos brancos e rosés, ainda muito negligenciados por diversos produtores argentinos.

 

 

Ainda hoje, a vinícola mantém sua característica familiar: em apresentação de seus vinhos em São Paulo, Susana foi acompanhada de sua filha, Ana, e de seu neto. Foi em homenagem aos seus filhos que foi criada a linha Crios, aliás, facilmente reconhecida como um vinho moderno com uma imagem vintage, que resgata valores aliados ao pioneirismo que a enóloga busca em sua incessante busca de superação.

 

 

Este pioneirismo que levou Susana Balbo a fazer o primeiro Torrontés fermentado em barricas de carvalho, também deu origem à sua linha Signature, no qual entram desde varietais clássicos a cortes revolucionários - é exemplo o Cabernet Sauvignon, que leva uma pequena porcentagem de Malbec ou Merlot, ou o Malbec que pode levar Petit Verdot, ambos com 13 meses de carvalho francês.

 

 

Algumas das maiores surpresas da vinícola vêm da linha Nosotros, que surge com a seleção das melhores uvas para fazer um vinho feito para a família da enóloga - daí o nome, um vinho para "nosotros", sempre em quantidades limitadas, e com a garantia de um vinho único. A cada ano, é escolhida a melhor parcela da melhor região - 2013, por exemplo, foi o ano da Finca Dominio Gualta, de Gualtallary, Tupungato, Valle de Uco.

 

 

Tanto trabalho começa a colher seus frutos entre a crítica especializada: alguns dos vinhos de sua linha Crios, que é uma linha de entrada feita para ser consumida em pouco tempo e normalmente acompanhando um prato, receberam 90 ou mais pontos do crítico James Suckling, um feito normalmente destinado a grandes rótulos.

 

 

Como o melhor de um vinho é sempre podermos prová-los, foram servidos alguns dos vinhos que agora passarão a ser trazidos ao Brasil pela Cantu, cujas notas de degustação seguem abaixo.

 

 

Notas de Degustação

 

 

Signature White Blend

 

Com 30% de Torrontés, 30% Sauvignon Blanc e 40% de Sémillon, os aromas incluem um amplo espectro de frutas tropicais, flores brancas, pipocas amanteigadas e uma agradável mineralidade muito agradável. A boca é bastante radiante e viva, com acidez bem marcada, alguma untuosidade um final bastante elegante. Vivacidade invejável!

 

 

Signature Rosé !!

 

Um vinho de coloração muito viva e clara, este belo rosé é feito com Malbec e Pinot Noir. Os aromas de frutas vermelhas frescas com flores brancas são muito delicados e agradáveis, e em boca, ainda com elegância, mostra boa acidez que o torna refrescante, e com um frutado muito delicado. Um exemplo!

 

 

Tradición !

 

100% Malbec de Agrelo e Luján de Cuyo, com 14 meses de barrica (50% de primeio e 50% de segundo uso). As frutas, tão comuns no aroma dos Malbecs argentinos, parece mais domada pela presença das uvas de Agrelo, que tem um solo argiloso e que resulta numa uva de corpo um pouco menos intenso. O resultado é um vinho mais fresco, com especiarias em equilíbrio, e com boca vibrante, de acidez elevada, equilíbrio no açúcar, frutado mas sem aquela sensação de compota. Um Malbec apaixonante!

 

 

BenMarco !!

 

Um corte de 65% de Malbec, 30 Cabernet Franc e 5% de Cabernet Sauvignon, passa 14 meses em carvaljo de primeiro uso. O resultado é um vinho intenso, encorpado, com as frutas bem maduras, notas de chocolate, pimenta preta e alguma evolução. A boca mostra bastante personalidade, com ótima persistência. Um vinho capaz de agradar aos amantes da tradição e do moderno!

 

 

Brioso

 

45% de Cabernet Sauvignon, 25% Malbec, 25% Cabernet Franc e 5% Petit Verdot, passa por 15 meses em carvalho francês novo. Um vinho com estilo clássico, com corpo médio a grande, apresenta um agradável frescor, com aromas de frutas negras frescas, cacau e um toque abaunilhado, e com boca viva, boa acidez, muito refinado.

 

 

Nosotros Nomade !!

 

Escolhido da melhor colheita de Malbec de cada ano, leva 10% de Cabernet Sauvignon e passa por 13 meses em barris de carvalho francês novo. Este 2011 vem de Finca la Delfina, em Altamira, no Valle de Uco. Este é o vinho que, de acordo com Susana Balbo, reflete sua paixão, experiência e espírito, e representa o melhor da sua vinícola. Encorpado, traz os aromas mais agradáveis de frutas negras com chocolate e especiarias doces (cravo), um toque mentolado muito agradável. Em boca, não parece ter os 5 anos do rótulo, pois traz muito frescor, com as frutas ainda muito frescas, acidez gastronômica, e uma excelente possibilidade de guarda. Um grande vinho!

 

 

Nosotros Francis !

 

Leva 50% de Malbec, 30% de Cabernet Sauvignon, 10% de Cabernet Franc e 10% de Tannat, passando por 15 meses em carvalho francês de primeiro uso. As frutas são mais acompanhadas por especiarias e um toque de tabaco, também mentolado, e com uma boca intensa de taninos mais rústicos, um açúcar mais presente e final prolongado e muito agradável.

 

 

A linha de Susana Balbo vem crescendo, assim como uma família, e ficando mais complexa, refinada e elegante, mas sem perder a ligação com a simplicidade de suas origens.

 

 

Os vinhos chegam ao Brasil pela Cantu, uma das maiores importadoras do país.





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco