http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/434f3e7f97922e2f13bb52752bc86f56.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Georges Vigouroux: A Malbec volta à origem

Poucos sabem, mas a região de origem da uva Malbec é a região francesa de Cahors, e sua história remonta à Idade Média, com Helena de Aquitânia e seu casamento com Henrique II, o responsável por assinar acordos comerciais com a Inglaterra e permitir a disseminação dessa variedade.

 

 

Cahors rivalizou durante muitos anos com os melhores Bordeaux, comparado aos Château Margaux e Grand Crus da Borgonha pela grande qualidade de seus vinhos, mais intensos e encorpados que da região vizinha, sendo que as variedades Malbec (ou Côt) e Négrette eram as protagonistas deste sucesso.

 

 

Por algum tempo, as uvas de Malbec eram levadas a Bordeaux pelo Rio Garonne para elaborar cortes mais intensos que os vinhos Clairet então produzidos, mas a dificuldade em obter as uvas plenamente maduras dessa variedade na região a fizeram perder importância em relação à Cabernet Sauvignon ou à Cabernet Franc. Somando essa perda de relevância com a intensidade com que a filoxera atacou a região de Cahors, toda a região caiu no esquecimento até 1956, quando uma tentativa de fazer ressurgir esta então relevante região foi frustrada pelas fortes geadas, que mataram as poucas plantas reintroduzidas.

 

 

As plantas levadas para a Argentina por A. Michel Pouget em 1865 fizeram com que o eixo de relevância da Malbec se fixasse na América do Sul, onde apresenta ótimos resultados, mas na década de 1970 o centenário produtor Georges Vigouroux começou um trabalho primoroso de resgate, e hoje entrega vinhos considerados os grandes achados do sul da França - seu Château de Haute-Serre é considerado uma "smart buy" pela Wine Spectator, e sua linha de entrada Le Temps de Vendange IGP já demonstra toda a expressividade que as uvas alcançam na região num preço imbatível para vinhos franceses com a qualidade que demonstram.

 

 

A intensidade da uva na região se explica pelas Influências do terroir, que sofre os efeitos do Mediterrâneo, dos Pireneus e do Atlântico em menor incidência, e apresenta clima continental com grande amplitude térmica. Os vinhedos da Georges Vicouroux são plantados em aclives separados em quatro terraços (denominados patamares), nos quais a qualidade da uva é melhor conforme maior a altura - no último patamar, chamado "plateau", é de onde saem os melhores vinhos.

 

 

Como resultado, os Malbec de Vigouroux apresentam dimensões únicas, que unem a potência da fruta madura nos aromas e sabores com notas violáceas de grande elegância, com um toque mais delicado e refinado, abandonando a rusticidade então encontrada nesta região, e com excelente potencial de envelhecimento, característica de grandes vinhos.

 

 

Com uma grande tarefa histórica de trazer de volta a relevância de Cahors, a Georges Vigouroux certamente demonstra a melhor união entre a tradição histórica na produção da Malbec, apresentando uma versão mais refinada desta variedade, e a Mistral faz um importante trabalho ao apresentar uma linha completa ao consumidor brasileiro, que passa a ter a opção de um vinho desta variedade feito na sua região de origem.

 

 

Notas de Degustação

 

Le Temps de Vendanges IGP Comté Tolosan Blanc 2015

 

Elaborado com 60% de Sauvignon Blanc e 40% de Loin de L'Oeil, apresenta uma coloração palha clara. Aromas bastante frutados e florais, com notas tropicais. A boca mostra um frescor e mineralidade notáveis, com acidez marcante e alguma persistência. Um vinho excelente para acompanhar frutos do mar. Ótimo achado!

Preço: US$ 16,90

 

Le Temps de Vendanges IGP Comté Tolosan Rosé 2015

 

Um rosé 100% Malbec, apresenta coloração rosada clara e levemente acobreada, se aproximando da casca de cebola. Nariz fresco, apresenta framboesas e cereja, e na boca denota um certo dulçor com bastante frescor com um final ainda frutado, ótimo para agradar os paladares mais variados. Também uma boa compra, muito adequado ao nosso clima!

Preço: US$ 16.90

 

Le Temps de Vendanges IGP Comté Tolosan Rouge 2015

 

Este corte se aproxima mais das origens da região, e leva 60% Malbec e 40% Merlot no corte. Com coloração violeta, mostra as notas típicas de um Malbec jovem, muito frutado mas também herbáceo, cheio de vida. A boca mostra acidez elevada, taninos robustos e ainda jovens, mas com persistência adequada à sua proposta. Um bom vinho para o dia a dia!

Preço: US$ 16.90

 

Gouleyant Côtes de Gascoigne Blanc 2015

 

Um corte de Sauvignon Blanc Colombard com um teor alcoólico mais moderado (11,5°), tem coloração palha esverdeada clara. O nariz é fresco, apresentando o caráter mais frutado da Sauvignon Blanc, com um fundo ligeiramente defumado. Na boca, há mais equilíbrio e elegância dos elementos, com a acidez mais adequada ao teor de frutas e um corpo maior, provavelmente pela presença da Colombard. Um vinho ainda gastronômico, mas realmente, como o nome diz, um vinho fácil de beber!

Preço: US$ 21.90

 

Gouleyant IGT Côtes du Lot Rosé 2015

 

Mais um rosé elaborado com 100% de Malbec, de coloração rosada ligeiramente intensa. As frutas vermelhas  do nariz encontram algum floral, e a boca mostra bom corpo, alguma untuosidade, um ligeiro sucré agradavelmente complementar à sua acidez. Muito saboroso.

Preço: US$ 21.90

 

Gouleyant Malbec 2013

 

A palavra "gouleyant", que significa fresco, agradável e fácil de beber se aplica perfeitamente neste vinho feito com 90% de Malbec e 10% de Merlot da região de Cahors. Os aromas de cereja negra, especiarias, elementos herbáceos e notas de flores violetas encontram um agradável aroma defumado. A boca é fresca, com boa acidez, corpo médio a encorpado, com taninos bastante presentes e caráter frutado. Promete envelhecer bem.

Preço: US$ 24.90

 

Château de Haute Serre 2009

 

Os vinhos dessa vinícola já foram comparados aos Château Margaux antes da filoxera, no séc. XIX, e hoje já conquistou o Top 100 da Wine Enthusiast. Apresentam um estilo mais mineral e elegante, feito nas parcelas mais altas da vinícola que são cobertas de rochas de diversos tipos (quartzo, calcário, até ferro em minério). Com 85% Malbec e 15% Merlot, passa 18 meses em barricas de carvalho e tem coloração violácea com reflexos granada. O nariz apresenta uma complexidade fantástica, com frutas vermelhas e negras, especiarias (pimenta preta, alcaçuz), cacau, alguma herbacidade, aromas de estrebaria e notas balsâmicas. A boca é bastante sedosa e envolvente, com taninos macios mas bastante presentes, o que demonstra uma alta capacidade de envelhecimento. A acidez é bastante gastronômica e a persistência é elevada, com a madeira perfeitamente integrada aos demais elementos. Um grande vinho!

Preço: US$ 55.90

 

Château de Haute Serre Icône WOW 2009

 

Um vinho que surge de uma parceria do renomado produtor Bertrand-Gabriel Vigouroux e do enólogo Paul Hobbs, expert em Malbec, surpreende até no nome! Alcançou 91 pontos na Wine Spectator e 93 na Wine Enthusiast, e apenas 200 caixas são produzidas nos melhores anos. Com  coloração intensa, bastante violácea e muito tinta, tem aromas bastante complexos, com chocolate, frutas negras muito maduras, alcaçuz. A boca tem muita elegância, algum frescor, ótima persistência, taninos bastante refinados e algum açúcar residual. Não apresenta muita tipicidade de Cahors, mas tem um refinamento incomum para um Malbec. Vinhaço!!

Preç: US$ 299,50

 

Saiba mais sobre como adquirir os vinhos de Georges Vigouroux no site da importadora Mistral (www.mistral.com.br).





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco