http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/0ebfed7b22d146d4cabdd13b7eb9dafc.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Outer Limits

Por Silvia Cintra Franco

 

Aurélio Montes, o enólogo da Viña Montes (importação Mistral), segue mais pioneiro do que nunca em busca de novos terroirs, vales e novas castas. O Vale de Apalta onde se encontra a Viña Montes e outras de prestígio como a Casa Lapostolle (de quem Aurélio Montes foi consultor e ajudou a escolher o terroir) é um exemplo do acerto de seu pioneirismo na busca de novos sítios para vinhedos.

 

Desta feita, o projeto de sucesso, líquido e certo, é o Outer Limits, que você pode beber e conferir como é feliz este novo projeto de Aurélio Montes de ir além, bem além das fronteiras vinícolas conhecidas em busca de um novo terroir.

 

Pois este vale outer limits, fora dos limites, é o vale de Zapallar, acima de Santiago e a 7 km do Oceano Pacífico, com pouca água, manhãs nevoentas e baixa temperatura, perfeito para grandes vinhos.

 

Não contente, Aurélio Montes, que foi o primeiro – há 20 anos - a provar que o Chile podia fazer grandes vinhos de igual nível aos de França e Califórnia (com o famoso Montes Alpha Cabernet Sauvignon), ainda colocou em prática uma forma de obter das vinhas ainda mais qualidade: estresse.

 

Stress, isto mesmo. Plantas estressadas dão grandes vinhos. E como se dá este stress? Plantando 16 mil plantas por hectare e a disputa por água e alimento é brava, as vinhas lançam suas raízes profundamente, e de lá do fundo trazem sabor, mineralidade, complexidade. Naturalmente, cada planta é podada para que apenas 3 racimos, 3 cachos, subsistam e deem o melhor de si.

 

Aurelio Montes plantou no Vale – outer limits-  Zapallar a cepa pinot noir e 3 castas nada usuais no Chile: carignan, grenache e mouvèdre, castas presentes ao sul da França, mais exatamente no Rhône. O resultado, delicioso, elegante e surpreendente é um Rhône chileno, macio, saboroso, complexo, com especiarias e de estalar a língua! Trata-se do Outer Limits Carignan Grenache Mouvèdre 2010, ou Outer Limits CGM 2010 como diz Aurelio Montes, um tinto chileno com ares de Rhône. US$119.50 na Mistral.

 

Outro vinhaço fantástico do Vale Zappalar é o Outer Limits Pinot Noir 2010 com toda a tipicidade da casta, macio, floral, tostado, pimenta, especiarias. Muito fino, elegante e feminino. Leve. Para servir na temperatura certa, 18ºC e apreciar com muuuuuuita calma e prazer.

 

Para bolsos menos afortunados como o meu, a dica feliz é Montes Twins Cabernet Sauvignon Malbec 2010, uma novidade fácil de beber, alegre, jovem e fácil de pagar US$28.50 na Mistral.

 

Confira no vídeo o que Aurélio Montes tem a dizer. E aproveito aqui para um momento in memoriam a Douglas Murray, sócio de Montes, que tive o prazer de conhecer na Wine Experience 2007 da  Wine Spectator e que depois me convidou para conhecer a Viña Montes em Apalta. Era dele esta tendência aos anjos e à música gregoriana que embala os vinhos de Montes em Apalta. Sem dúvida, é com os anjos que ele deve estar agora, anjos e bons vinhos, claro!

 

 





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco