http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/434f3e7f97922e2f13bb52752bc86f56.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Steven Spurrier visita a Serra Gaúcha

 

Você já deve ter ouvido falar do célebre Julgamento de Paris, evento que os franceses não querem nem lembrar! Pois Steven Spurrier, o organizador daquele Julgamento, que até hoje dá o que falar, esteve na Serra Gaúcha nos primeiros dias de janeiro.

 

Em 1976, este julgamento, conduzido pelo inglês Steven Spurrier, confrontou, em uma degustação às cegas, vinhos tintos e brancos californianos contra os melhores exemplares de Bordeaux e Borgonha. O resultado da degustação, que tinha nove juízes franceses, surpreendeu a todos: um Chardonnay e um Cabernet Sauvignon da Califórnia venceram os tradicionais rótulos franceses. 



O “Julgamento” virou filme em 2008 com Alan Rickman, o bruxo preceptor de Harry Potter, fazendo o papel de Steven Spurrier, que é hoje um celebrado crítico de vinho e jornalista da respeitadíssima revista britância Decanter Magazine.

 

Steven Spurrier veio à Serra Gaúcha para conhecer melhor o Vinho Brasileiro. 

 

 “Estou muito animado com os vinhos que eu provei e as pessoas que eu conheci”, disse Spurrier em e-mail enviado ao Wines of Brasil, projeto realizado pelo Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho) e pela Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), que organizou as visitas a pedido do crítico inglês na Serra Gaúcha.

 

As avaliações feitas pelo colunista da Decanter Magazine têm um importante peso no mercado de vinhos por ter sido o responsável pela condução, em 1976, da histórica degustação de vinhos franceses e americanos conhecida como Julgamento de Paris.

 

Entre os dias 3 e 5 de janeiro, Spurrier degustou 27 rótulos de 10 empresas que atuam no projeto Wines of Brasil. As vinícolas Salton, Pizzato, Lidio Carraro, Miolo e Cave Geisse receberam o jornalista e foram as anfitriãs das degustações que, a pedido do visitante, foram organizadas pelo Wines of Brasil.

 

Os rótulos foram distribuídos entre as seguintes temáticas: Espumantes de Método Charmat – Brut e Moscatel, Vinhos Brancos e Tintos da D.O. Vale dos Vinhedos, Vinhos da Serra do Sudeste e da Serra Gaúcha, Vinhos da Campanha e Espumantes de Método Tradicional da Serra Gaúcha.

 

“O Brasil é a novidade, é a bola da vez” declarou, acrescentando que o Brasil possui uma imagem muito positiva no Exterior e a exposição garantida com a Copa do Mundo e Olimpíadas representa uma excelente oportunidade para o país ingressar definitivamente no mercado internacional.

 

Em 2010, o jornalista teve contato com os rótulos brasileiros após passar no estande do Wines of Brasil na feira de Londres. Na ocasião, ele provou produtos de nove vinícolas e escreveu uma matéria bastante positiva com suas impressões. Desta vez, voltou a elogiar os espumantes, assim como o estilo dos vinhos nacionais. Ele comentou que os espumantes possuem um ótimo custo/benefício, tanto os de método tradicional como os charmats, apresentando alta qualidade assim como os vinhos tintos. Entre as variedades destacadas constam os tintos Pinot Noir, Tempranillo, Merlot e Cabernet Franc e, entre os brancos, o Chardonnay.

 

Spurrier também declarou que, em sua percepção, os produtos brasileiros se diferenciam dos chilenos e argentinos por serem mais frescos e frutados. Além disso, ele disse que não vê muita dificuldade para o consumidor entender o vinho brasileiro, pois, em suas palavras, “o Brasil tem tudo o que precisa para criar uma identificação com o consumidor: país, produto e pessoas”.

 

 Fonte: Ibravin

Fotos: Ana Paula Kleinowski





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco