http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/0ebfed7b22d146d4cabdd13b7eb9dafc.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

VIK desembarca no Brasil

 

Por Silvia Cintra Franco

 

Finalmente chegou ao Brasil, VIK, um vinho elaborado desde o início para ser um Premier Grand Cru da América do Sul.

 

E com esta ideia na cabeça, determinação e recursos de sobra, o norueguês Alexander VIK iniciou em 2004 as mais detalhadas análises de solo, clima até que acabou por achar no Vale de Millahue, “lugar de ouro” como é chamado pela população indígena, o terroir ideal.

 

Em 2006, adquiriu 4.325 hectares de terra no Vale de Millahue, reuniu uma equipe de enólogos, liderada por Patrick Valette (ex-Chateau Pavie, um Premier Grand Cru francês) e colocou à disposição deles a mais alta tecnologia.

 

O resultado é VIK 2009, um grande vinho, elegante, equilibrado, fantástico, que tive a oportunidade de degustar no Chile, em visita à bodega VIK, e recentemente na Bodega Franca junto com Patrick Valette (hoje CEO de VIK), Gonzague de Lambert (enólogo e diretor de marketing de VIK) e os amigos e jornalistas Beto Duarte e Walter Tommasi.

 

 

O método de trabalho perseguido por Alexander Vik é o holístico, dentro do princípio aristotélico de que a soma é maior do que as partes. E VIK 2009 é efetivamente um belíssimo tinto, que com certeza cumpre o prometido: ser maior do que suas partes, e que são 63% de carmenere, 35% de cabernet sauvignon, 1,5% de cabernet franc, 0,2 merlot e 0,3 syrah! Vinhaço para fazer frente ao mítico Alma Viva e também ao Opus One da América do Norte.

 

VIK 2009 é um vinho elegante, fino, taninos sedosos, complexo, aroma de frutas negras, especiarias, tabaco. Um caleidoscópio de aromas e texturas. Mas o que o faz superior a ponto de valer US$190 no mercado do Chile é a surpreendente qualidade.

 

Por traz deste colosso de vinho está a ideia de fazer um vinho que não canse, mas surpreenda a cada novo gole, um aroma sutil, uma textura única. Em Viña VIK se usam leveduras nativas e o blend ou corte leva uvas dos 12 vales!

 

VIK fará apenas um vinho (e não uma linha de vinhos como é comum) e este VIK 2009 é o primeiro a ir a mercado. Um vinho histórico, pois. Passa por carvalho francês das melhores tonelarias de Bordeaux e Borgonha, mas está equilibrado e a madeira entra de coadjuvante.

 

Patrick Valette, filho de francês e mãe chilena, dirigiu por muito tempo o famoso Chateau Pavie. Eu sempre me perguntava por que ele havia deixado a direção de um premier grand cru classé para vir ao Chile. A resposta e história de vida deste grande enólogo você pode conferir no vídeo. E é de uma grandeza indizível a simplicidade e honestidade de Patrick Valette.  Um grande enólogo e VIK, um grande vinho.

 

VIK 2009:  importação em São Paulo pela Bodega Franca e custo aproximado de R$600.

 

 

VIK desembarca no Brasil
VIK desembarca no Brasil
Array
VIK desembarca no Brasil
Array
VIK desembarca no Brasil
Array
VIK desembarca no Brasil
Array
VIK desembarca no Brasil
Array
VIK desembarca no Brasil
Array
VIK desembarca no Brasil
Array
VIK desembarca no Brasil




Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco