http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/0ebfed7b22d146d4cabdd13b7eb9dafc.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Clos de los Siete 2008

Clos de los Siete 2008 é o resultado da união de sete amigos e produtores de vinho na França. Michel Rolland - de quem se fala mal (dizem que repete o estilo em todos os vinhos que faz não importa de onde vêm) e se fala também muito bem (seus vinhos são corretos, bem feitos, ganham competições e altas notas de Robert Parker além de serem deliciosos) - encantou-se pela Argentina em 1988, vislumbrou o potencial da região e convidou mais seis produtores franceses para fazerem vinho de alta qualidade fora da França. 

 

São eles Laurent Dassault; Benjamin de Rothschild do Chateau Clarke ;  Cuvelier do Chateau Léoville Poyferré; a família d'Aulan do Champagne Piper Heidsick; Catherine Péré Vergé, dos Chateau Montviel and Chateau La Gravière. O sexto é Michel Rolland e sua esposa e o sétimo da lista prefere permanecer anônimo. Daí a estrela de sete pontas.

 

Ali cada um desses produtores tem uma bodega e o Clos de Los Siete é o vinho que celebra esta união no projeto DiamAndes.

 

Clos de los Siete 2008 é um bordeaux argentino: malbec, merlot, cabernet sauvignon, syrah e petit verdot. Frutado, taninos saborosos e macios, bela estrutura e loooongo prazer final na boca. R$ 79 na Grand Cru.

Diamandes Perlita Malbec-Syrah 2010 pertence ao projeto DiamAndes: é um vinho bom, encorpado, redondo, macio e de boa acidez. Por R$ 59. Mas vale a pena colocar mais R$20 e ficar com o Clos de Los Siete 2008.

 

 





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco