http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/67dd6359d5ca9d6d89ab39f98880b956.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Numanthia e Termanthia 2009

A Bodega Numanthia faz dois grandes vinhos. Numanthia e o excepcional Termanthia

 

Numanthia fica na região de Toro (região de Castela e Leão a noroeste de Espanha), de verões escaldantes e amplitude térmica de 20ºC! 

 

Um lugar cuja tradição em vinificação remonta à Roma Antiga. Vinhas de 1870 a 1890, portanto antes da filoxera. Pertence ao Grupo LVMH desde 2008.



Numanthia 2009


Tinta del Toro da família da Tempranillo.


Vinhedos de 50 a 100 anos de idade. Rendimentos de 2.500 hectolitros por hectare, portanto, quase nada. A região de Toro é extremamente quente e, daí que este Numanthia apresente 15% de álcool. É surpreendentemente bem equilibrado e o álcool não se sobrepõe.


Vinhedos em “vaso”, como se fossem arbustos ou sarmentos. Confira no vídeo.


Vinificação simples e maturação fenólica para deixar os taninos finos e suaves. Passa 18 meses em barrica francesa e um ano em garrafa antes de ser liberado ao mercado.


Na taça, rubi violáceo.


Aromas: concentração de frutas, ameixa e café, aromas ditos terciários (não são só os da fruta).


Vinho com concentração de frutas maduras vermelhas, de alto teor alcoólico, entretanto  muito equilibrado.

 

Baixa acidez. Taninos surpreendentemente macios.

 

Saboroso, harmonioso e tem ainda muito por evoluir. Para acompanhar carnes, grelhados.


Termanthia 2009

Um vinho que seduz de imediato pelo aroma. Tinta del Toro da família da Tempranillo.


Vinhedos de 120 a 150 anos de idade, em “vaso” e pé franco, isto é,  pré-filoxera (a praga que dizimou os vinhedos europeus no século 19 e cuja solução consiste em fazer enxerto da vitis vinífera em pés de vitis americana, que é resistente a esta praga).

 

Termanthia  exige 1,600 gramas de uvas de vinhas centenárias para fazer uma garrafa de vinho.


O custo do Termanthia é extremamente  alto, pois seu desengaço é feito à mão e a seleção ótica faz com que a perda seja de 40 a 50% dos grãos, enquanto que no Numanthia a perda é de 10%.

 

Pigeage a pé (pisa a pé)  com botas de neoprene (mais higiênico). Passa um ano em barrica francesa e após a fermentação malolática (a primeira fermentação é a alcoólica, para fazer o vinho. A segunda é a malolática, para retirar o excesso de acidez do vinho) é colocado em barricas novas francesas outra vez.
 

15% de álcool, que não se sobrepõe.


Concentração e elegância. Complexidade e intensidade nos aromas.


Em boca, é muito macio, com toques de chocolate. Um tinto encorpado que evolui na taça.

 

Termanthia é um grande vinho e com muito tempo pela frente, 30 anos. Entretanto já se pode beber já, está muito agradável e pronto. Como isto se dá? Foi o que perguntei ao enólogo Manuel Louzada. Confira no vídeo. 

 

Manuel Louzada, o enólogo, trabalhou entre 2005 e 2009 com Pierre Lurton no Cheval des Andes e aprendeu ali a fazer vinhos de guarda que podem bebidos uma vez liberados para o mercado, caso deste excelente Numanthia 2009 e deste magníficoTermanthia 2009.

 

Numanthia 2009 R$230 nas lojas especializadas.

Termanthia 2009 R$750 nas lojas especializadas.





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco