http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/0ebfed7b22d146d4cabdd13b7eb9dafc.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Raventós i Blanc Reserva Brut 2008

 

Raventós i Blanc Reserva Brut 2008  
Sant Sadurní da Noia, Catalunha

 

Raventós i Blanc Reserva Brut 2008 é o cava de entrada dos Raventós I Blanc.

 

Eles deixaram o grupo Codorniu (produção de 40 milhões de garrafas/ano) em 1982 para fazer cavas de expressão e com personalidade nos 90 hectares da família: uma produção modesta de 400 a 600 mil cavas de grande qualidade!

 

Os Raventós i Blanc são persistentes na busca pela qualidade e caráter de seus cavas: agora saíram da D.O. Cava (Denominação de Origem), que está massiva e de baixa qualidade e estabeleceram que Conca de Rio Noia (o rio onde se produz o cava) há de ser sua DOC.
 

 

Raventós i Blanc Reserva Brut 2008

Pode ser de entrada, mas garanto que é uma verdadeira apoteose. Certamente, porque passou dois anos e meio sur lees, sobre suas leveduras: de 2008 a abril de 2011, data do degorge (momento em que se retiram as leveduras da garrafa) que está impresso no contra rótulo. Este repouso sobre as  leveduras dá cremosidade e complexidade ao cava.

 

Blend de macabeo 60%, xarel-lo 20% e parellada 20%. A macabeo garante a fruta, a xarel-lo traz corpo, estrutura, frescor , resveratrol e a parellada arredonda o cava.


Aromas complexos, carvalho e frutas secas.

Em boca é refrescante e macia. Uma carícia. Toques cítricos e fruta fresca.  As borbulhas são finas e persistentes. Um cava fino, elegante e gastronômico.

Custa R$104,50 na importadora Decanter. Confesso que saí da degustação e comprei uma caixa e já estou arrependida de haver comprado uma caixa pequena. Devia ter levado logo uma dúzia.

 

Raventós i Blanc de Nit rosé 2009
Outro belíssimo cava, este rosado feito, pelo método de sangria (coloca-se a uva e retira-se a pele assim que começa a tingir o líquido).  Nela predomina a xarel-lo com 60%, além de macabeo, parellada com monastrell 5%.
É um cava seco e elegante com um tanto de levedura no nariz. E um tanto de caramelo também. Fruta fresca em nariz e em boca. R$ 125,40 na Decanter.



Gran Reserva La Finca 2006
Xarel-lo 50%, parellada 20%, macabeo 20%, chardonnay 5% e pinot noir 5%
Muito fresca, floral no nariz, mel, muito mel. Em boca muito interessante, frutas, tostado.
40 meses em autólise (= repouso sobre as leveduras) e apenas 23 mil garrafas. R$169,00


Raventós Elizabet Raventós 2005
67% de xarel-lo, 23% de chardonnay e monastrell 10%
Tostado em nariz, carvalho, brioche leveduras, mel e muito frescor depois de tantos anos em garrafa. Elegante, pura seda. Vinhedos dos anos 20 e 30, portanto quase centenários. Uma beleza! R$203,50



Manoel Raventós 2003
em Magnum .  30% xarel-lo e 70% parellada. É um Grand Nature
7 anos de autólise. Evoluído, tostado. Cremoso. R$616 e apenas 700 garrafas. Meu sonho de consumo...

Importação da Decanter.
 

 

 




 

Raventós i Blanc Reserva Brut 2008  
Raventós i Blanc Reserva Brut 2008
Array
Raventós i Blanc Reserva Brut 2008
Array
Raventós i Blanc Reserva Brut 2008




Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco