http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/434f3e7f97922e2f13bb52752bc86f56.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Out of Africa, Groot Constantia

Silvia Cintra Franco

 

A África do Sul se orgulha de seus big 5: leão, elefante, búfalo, rinoceronte, leopardo. Verdadeiras feras! Mas poderia bem acrescentar mais um big aos 5 prévios: seus vinhos. Fantásticos pela qualidade e diversidade.

 

A começar pelos vinhos de Groot Constantia, a Grande Constantia, que faz vinhos desde 1685 e tinha entre seus apreciadores Napoleão.  É a primeira vinícola da África do Sul e a mais antiga do Novo Mundo. Está ao lado da Cidade do Cabo e junto à famosa Table Mountain. Está aberta a turistas e conta com restaurante, museu e um tour.

 

O apartheid isolou a África do Sul durante décadas e as sanções a ela imposta incluíam a entrada de vinhos de qualidade no país (algo que as grandes corporações de vinho brasileiro  querem hoje nos impor, aumentando em 200% os já elevados tributos sobre os vinhos importados e decidindo por nós o que nós podemos ou não beber). Resultado? A falta de competição e de intercâmbio paralisou a evolução e a qualidade do vinho sul-africano. Algo que deve acontecer entre nós se as tais “salvaguardas” ao vinho brasileiro prosperarem...

 

A África do Sul consegue fazer hoje uma variedade grande de vinhos bons e bem feitos.  Consegue, porque variedade está em sua própria natureza: geologia das mais antigas, dois oceanos (o Índico e o Atlântico), encostas e montanhas, brisas que resultam numa biodiversidade extraordinária que se reflete em sua flora nativa.

 

Com mais de 9.600 espécies de plantas, a região de Western Cape, onde está Groot Constantia, é reconhecida como a menor e a mais rica entre as 6 do reino das plantas. E as mesmas condições que beneficiam a notável biodiversidade africana, privilegiam também as variedades e estilos dos vinhos africanos.

 

Em Groot Constantia os vinhos são de feitio clássico, europeu e das variedades sauvignon blanc, chardonnay, merlot, cabernet sauvignon, cabernet franc e shiraz. Fazem um belo vinho ao estilo bordalês. E um late harvest que já era famoso na época de Napoleão, o Grand Constantia.

 

 

O problema em Groot Constantia são os babuínos, primatas selvagens e espertíssimos que assaltam as vinhas de Groot Constantia em busca de comida. Matar babuínos é ilegal, por isso começaram a ser espantados com tiros de paint ball. No início deu certo, mas em seguida os espertos macacos começaram a se divertir, colocando-se à distância, ou simplesmente evitando os tiros com hábeis movimentos do tronco.

 

Os vinhos de Groot Constantia no Brasil

Groot Constantia Sauvignon Blanc um branco mineral e refrescante com aromas de especiarias, figos, herbáceos. R$108 na Ravin

Groot Constantia Shiraz é tinto aveludado, macio em boca. Especiarias no nariz e evolui na taça com aromas deliciosos de violeta, ameixa negra, defumado. R$139 na Ravin.

Grand Constance 2008 é vinho de sobremesa ou de entrada (se você atacar de foie gras, queijo azul). Aromas característicos de moscatel, abacaxi, uvas passas, damasco e mel. Um vinho de guarda, que, entretanto, pode ser bebido já. Puro deleite. R$384 na Ravin www.ravin.com.br

 

Vale a pena visitar a África do Sul e especialmente Groot Constantia que está muito próxima à Cidade do Cabo e oferece uma vista magnífica do oceano Atlântico e da Cidade do Cabo. Aproveite para degustar Gouverneurs Shiraz e brindar com o Groot Constantia Landgoed Cap Classique a liberdade de escolher o que você quer beber, hoje ameaçada no Brasil.

 





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco