http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/434f3e7f97922e2f13bb52752bc86f56.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Chef de Cave da Veuve Clicquot no Brasil

A Maison Veuve Clicquot está lançando seus champanhes da safra 2004: La Grande Dame, Veuve Clicquot Vintage Blanc e Veuve Clicquot Vintage Rosé todos especiais, saborosos, complexos.

 

E para apresentá-lo, está no Brasil nada menos do que o Chef de Cave da Maison Veuve Clicquot, Dominique Demarville. O que é compreensível, pois estes vintage 2004 estão magníficos e merecem uma apresentação comme il faut...

 

Seu roteiro inclui São Paulo, Brasília e Curitiba, com eventos harmonizados com uma coleção única de raros vintages da Veuve Clicquot, entre eles: La Grande Dame 2004 e 1998, Veuve Clicquot Vintage Blanc 2004 e 2002 e Veuve Clicquot Vintage Rosé 2004 e 2002. Durante sua estadia por aqui, serão usadas cerca de 2000 taças em onze eventos exclusivos.

 

Para quem ama champanhes evoluídos, La Grande Dame 1998 é imbatível!

 

Para Dominique Demarville que trabalha com a Veuve Clicquot Ponsardin desde 2006, "a safra de 2004 é de altíssima qualidade, muita leveza e com grande potencial de envelhecimento" e os terroirs de Champagne são capazes de entregar a mais alta qualidade e complexidade. Essa mescla, baseada na diversidade desses terroirs deve transmitir a elegância, paixão e criatividade do vinho e também construir a qualidade e o estilo consistentes, de acordo com a famosa assinatura de Veuve Clicquot.

 

Veuve Clicquot Vintage Rosé 2004 de um rosa intenso e cativante, acobreado. Borbulas finas, frutos vermelhos e complexidade com traços de violeta, café, frutas secas, marmelo e cacau. Longa persistência. Pinot Noir, pinot meurnier e chardonnay, um champanhe feito com uvas de vinhedos Grands e Premiers Crus. R$330

 

Veuve Clicquot Vintage Blanc 2004 aromas de fruta fresca, cítricos e mineral, além de frutos secos. Na boca, uma musse delicada com um ataque franco, dinâmico e tenso. Puro prazer. R$330

 

La Grande Dame Blanc 2004 luminosa, reflexos de âmbar. No nariz  aroma intenso, sedutor e complexo. Frutas brancas, brioche, baunilha, leve tostado. Na boca, volume generoso, encorpado e denso. Muito mineral, sedoso e fresco. Pura sofisticação dos sentidos. R$ 670.

 

La Grande Dame

Nascido em 1972, para celebrar o bicentenário da Maison, e elaborado pela primeira vez a partir da safra 1962, este champagne excepcional foi batizado em homenagem à tão respeitada “Grande Dame” da região de Champagne, Madame Barbe Nicole Clicquot-Ponsardin. Este vinho mítico tem sido, desde então, a “tête de cuvée” de Veuve Clicquot, a mais bela síntese do savoir-faire da Maison. Concebido sob medida em proporções únicas (2/3 de Pinot Noir e 1/3 de Chardonnay), reúne oito dos vinhedos Grands Crus que a visionária mulher de negócios selecionou: Verzenay, Verzy, Ambonnay, Bouzy, Aÿ, Avize, Mesnil-sur-Oger e Oger. As uvas destes vinhedos - um a um - são prensadas e vinificadas para, em seguida, seguirem as preciosas garrafas para as adegas chamadas “crayères”, em Reims, onde são guardadas durante oito anos. A cuvée de La Grande Dame chega, assim, ao ano de safra 2004.

 

Este vinho único é oferecido numa garrafa de curvas perfeitas, cuja forma evoca os modelos antigos. Em vidro fumê, gravado com a âncora e o cometa típicos da Maison. Seu gargalo é adornado com um selo de chumbo que garante a autenticidade e  marca o ato de nascimento do vinho.

 

Assim, para este novo millésime 2004, La Grande Dame não poderia deixar de se exibir em uma roupagem tão funcional quanto elegante, à altura de seu champagne.

A descoberta deste novo coffret começa com um belo estojo rotativo negro que evoca as portas giratórias dos grandes hotéis de luxo, revestido com um papel de toque acetinado que remete ao couro, com pespontos de selaria. Deve-se, então, puxar delicadamente uma fita de gorgorão amarela – a mesma com que Madame Clicquot enlaçava suas garrafas – para libertar o precioso frasco.

 

Concebida com papel proveniente de florestas de gestão eco-responsável, a caixa relembra a via de desenvolvimento sustentável escolhida pela Veuve Clicquot há cerca de dez anos.

 

Inscrevendo-se no tempo, La Grande Dame sabe fazer-se esperar, saborosa e única, sublimando o verdadeiro luxo, aquele que evoca o convívio, o respeito, uma certa arte de viver. No fundo, uma “única qualidade, a primeiríssima”…

 

Dominique Dermaville é o 10º chef de cave da tradicional Maison Veuve Clicquot. Um chef de cave que esbanja simpatia além da grande expertise que se nota na qualidade e excelência destes champanhes vintage 2004 que são uma celebração apaixonada da alegria das borbulhas e da maturidade de tantos anos em cave. Perfeitos para os amantes mais exigentes. 





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco