http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/0ebfed7b22d146d4cabdd13b7eb9dafc.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

O renascimento da Quinta da Romaneira

Christian Seely reorganiza a última das grandes quintas do Douro

 

Por Silvia Cintra Franco

 

Pode-se colocar hoje um marco para os vinhos da Quinta da Romaneira: a.C. e d.C. , antes e depois de Christian Seely.

 

E não há exagero. Apesar de séculos de história, nas duas últimas centenas de anos a Quinta da Romaneira passou por diversos proprietários e a qualidade de seus vinhos conheceu certa decadência. E a reviravolta começa quando Christian Seely entra em cena.

 

Christian Seely já havia assumido com excelentes resultados, 20 anos atrás, o renascimento da Quinta do Noval. Em 2004 decide adquirir a Romaneira. O poderoso grupo AXA Millésimes do qual Seely é diretor geral não se interessou, e Seely com outros investidores, adquiriu a Quinta da Romaneira e trouxe para ser diretor técnico António Agrellos da Quinta do Noval.  

 

No início deste ano de 2013 um investidor anônimo sul americano adquiriu a maior parte da Romaneira, mas ele ou ela, grande amante dos vinhos do Douro, manteve Christian Seely (investidor minoritário que inclusive aumentou sua participação) como diretor geral, assim como, António Agrellos.

 

E quem está trazendo a Quinta da Romaneira para o Brasil é a tenacidade e visão de Karene Vilela da Portuscale Cale, que nos conta que batalhou muito para que a Quinta da Romaneira entrasse no portfólio. Sorte nossa!



A Quinta da Romaneira tem 400 ha e é a última grande quinta do Douro a exigir renovação, pois, como já se disse, estava em declínio. Tem um dos melhores terrenos no Douro, tudo letra A, mas em 2004, isto ainda não era evidente, pois os vinhos tintos eram péssimos assim como os Vintage. Entretanto, Christian Seely punha fé no potencial da Quinta. Adquiriu a Quinta com mais 11 investidores. Seu primeiro tinto (começaram desde sempre com os tintos) obteve 94 pontos da Wine Spectator.Nada mal pra começar!



A Romaneira faz hoje 70% de tintos e 30% de Porto, ao contrário da Noval. E conta com  Antônio Agrelos como enólogo chefe com quem Seely trabalha há 20 anos. Leonor Siqueira trabalha diretamente na Romaneira e Corine Seely, sua esposa, faz os vinhos branco e o rosé.



A renovação incluiu a construção de uma nova adega com três andares, dois subterrâneos, o que dispensa ar condicionado.

 

À época da aquisição, havia apenas 36 ha com vinhas, 5 ha com brancas, malvasia fina e gouveia. Seely plantou 50 ha com touriga franca e outras portuguesas, e também petit verdot, mourvedre e cabernet sauvignon (um ha para cada variedade internacional) e 6 ha de syrah. O cabernet sauvignon  foi um desastre, mas a syrah se adapta bem.


Para Seely, o vinho tinto do Douro não pede tanta madeira e em Romaneira não se usa lagares de pisa a pé. Confira no vídeo as razões.

 

Notas de degustação



Quinta da Romaneira Branco 2011
Malvasia fina, gouveio (verdelho) e viosinho
As castas tem uma acidez natural e os brancos são capazes de reproduzir a mineralidade do terreno do Douro, que é o xisto.
Muito fresco e mineral. Leve fresco. R$90


Quinta da Romaneira Rosé 2012
Tinta Roriz e 15% Touriga Franca
Aromas cativantes. Muito fresco, saboroso, harmonioso, e equilibrado. Morangos. R$90


Quinta da Romaneira Reserva 2008!!!
Com velhas vinhas de 40 anos. Ganha em complexidade. 94 pontos WS.
Touriga nacional, touriga franca e 15% de tinto cão  
Barrica francesa, 25% primeiro uso.
Muito frutado, elegante, fino, sedoso. Ameixa. Cativante.
Equilibrado. R$220




Quinta da Romaneira Porto Tawny 10 anos

Um blend com muita personalidade. R$125
 


Quinta da Romaneira Azeite
Muito delicado, bela e de agradável acidez.

 

Sorte nossa que Karene Vilela conseguiu convencer a Portuscale Cale a importar a Quinta da Romaneira. Um olhar pelas notas da Wine Spectator atesta como vem subindo de qualidade.





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco