http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/0ebfed7b22d146d4cabdd13b7eb9dafc.jpg








Enoblogs - blogs unidos pelo vinho

Os sul americanos da Zahil

A Zahil apresentou ao vivo e em degustação na semana passada (29 de agosto) seu catálogo de vinhos da América do Sul.

 

Foi a primeira feira deste porte da importadora dos irmãos Serge e Antoine Zahil, uma importadora cujo catálogo é cuidadosamente reduzido a um seleto e bem  selecionado número de produtores.

 

As novidades e preciosidades

 

Na linha das preciosidades, vale destacar os Sauvignon Blanc e o Riesling de Mariluz Marin da Casa Marin, Chile, recém chegada à Zahil.

 

Felipe Marin, enólogo junto com Mariluz Marin, sua mãe e fundadora da Casa Marin, trouxe uma novidade, o Colheita Tardia com Botrytis, um branco a la Sauternes, à base de riesling, botritizado naturalmente, uma raridade por estas latitudes. Uma beleza de Colheita Tardia 2009, equilibrado, acidez muito agradável e apenas mil garrafas produzidas.

 

Também a destacar o Sauvignon Blanc Cipress, um branco preciso, mineral, fresco, macio em boca e campeão de medalhas (R$144,50) e o Sauvignon Blanc Laurel, um branco cremoso por ficar sur lees (sobre suas borras) por 3 meses em tonel de 500 litros além de ser colhido mais tarde e mais maduro.  Ambos safra 2011.

 

Entretanto, na categoria fantástico é mesmo o Miramar Riesling 2009 (R$144,50), um riesling para brigas de igual para igual com os rieslings da Alsácia. Prove e comprove!  

 

Viña Aquitania de Bruno Prats (ex-Cos d’Estournel, atual Chryseia) e Paul Pontallier (Château Margaux) que se uniram ao enólogo franco-chileno Felipe de Solminihac  e Ghislain de Montgolfier (Champagne Bollinger) para fazer no Chile o surpreendente Chardonnay Sol de Sol , um chardonnay produzido segundo moldes da Nova Zelândia como nos conta Felipe de Solminihac  no vídeo: um branco estruturado, preciso (clean e sharp com o perdão do anglicismo),muito elegante. R$153.

Além deste Chardonnay, a Aquitania oferece dois tintos acessíveis: Aquitania Reserva Syrah e o Reserva Carmenere por R$57,50.

 

Bodegas Carrau do Uruguai traz um best buy, de grande valor que é o campeão Tannat Reserva, um tinto macio, equilibrado e elegante, sem excessos de fruta e de músculos e taninos. R$68 e o fora de série Amat Tannat de intenso e inebriante aroma e textura inigualável! R$159,50.

 

Clos Quebrada de Macul é bodega que tem como consultor nada menos do que Patrick Valette e Jean-Pascal Lacaze, franceses radicados no Chile. Ali eles produzem o viril e bem masculino Alba de Domus (cabernet sauvignon, cabernet franc e petit verdot) e o mais feminino Stella Aurea, mais leve, embora igualmente estruturado (merlot,  cabernet sauvignon, cabernet franc e petit verdot). Respectivamente R$144,50 e R$206,50.

 

Os best buys e as pechinchas

 

Da brasileira Don Abel, destacamos o Don Abel Chardonnay e os Cabernet Sauvignon Reserva (R$52) e o Cabernet Sauvignon  Premium (R$65), o Reserva muito fácil de beber e o Premium, elegante, estruturado por R$65, um vinho que oferece mais do que custa.

 

Também na linha de relação preço qualidade, vale indicar o Chateau Los Boldos Merlot, harmonioso, equilibrado por R$98.

 

Na linha best buy-quero mais-cabe-no-bolso, o Volcanes de Chile da enóloga Maria del Pilar Diaz com seu Sauvignon Blanc de grande mineralidade, salinidade e o Pinot Noir com muita tipicidade e finesse, ambos por R$54 cada.

 

Ainda na linha best buy, você tem os vinhos de Mariano di Paola da Rutini Wines, a destacar o Cabernet Sauvignon/Malbec  por R$55,50.

 

Pechincha é com Callia e seus vinhos corretos e simples, bem feitos por R$29,50. Vinhos para fazer seu dia a dia mais feliz.

 

Parabéns à Zahil pelo evento e, principalmente, pelos vinhos!

 

 

Zahil sul america
Zahil sul america
Array
Zahil sul america




Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco